As atividades culturais

Posted: Julho 5, 2014 in 1 - ESO ASTRONOMY CAMP 2013 - Diário de Bordo

DSC03222

Gilberto Gil sempre soube expressar em suas canções assuntos de ponta discutidos na ciência. Salvador Dali retratou com muita criatividade a relatividade do tempo em seus trabalhos. Olavo Bilac romantizou apaixonantemente o céu em sua poesia “Ouvir estrelas”. Durante o ESO Camp também não foi muito diferente: os organizadores do evento separaram os estudantes em grupos para demonstrarem em forma de poesia, desenho ou música o gosto pelos astros. Na minha opinião, saber expressar o conhecimento científico sob uma forma alternativa, como a artística, revela uma habilidade criativa sem igual.

Durante os dias em que tivemos no acampamento, os estudantes foram elaborando suas produções artísticas para apresentarem no último dia de atividades. A garotada se esforçou: brincadeira era “competitiva” e em cada categoria diversos grupos se apresentaram. De forma geral as expressões artísticas foram criativas, mas nenhuma superou a afinação e a inventividade das meninas que compunham o grupo que a Marcella integrou.

A cantoria do grupo dela foi uma paródia cuja letra estava relacionada à estrela Síruis – aparentemente a mais brilhante vista aqui da Terra.  A equipe recortou melodias das canções “Somewhere Over The Rainbow” e “We will rock you” o grupo levantou “a galera”. Resultado: além de vencer na escola o Show e Talentos 2013 na categoria “canto”, a equipe das luluzinhas que a Marcella integrou também levou a vitória no posto de melhor canção no ESOCamp.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s